Empréstimos Lívia Ribeiro

La Chef

Trilha da Raposa 2015

RANCH ITALIA

Plasfran

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

HOJE, 23/02 BELA CRUZ COMEMORA 54 ANOS DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA

Neste dia 23 de fevereiro de 2011 Bela Cruz está completando 54 anos de emancipação política de acordo com a Lei 3.538, de 23 de fevereiro de 1.957, o então Governador Paulo Sarasate Ferreira Lopes, assina a mesma, erigindo o Distrito Bela Cruz a Município.

As comemorações começaram no ultimo domingo, 20, no Estádio Municipal “ORZETÃO” onde ocorrem atividades esportivas; “COPÃO BELA CLRUZ DE FUTEBOL”, no dia 21, segunda-feira, na Praça da Matriz houve atividade física, alongamento com passos de ginástica, atividade realizada pela educadora física do município e atividades para cuide da saúde e preservar o meio ambiente, montagem de stantd para verificação de pressão arterial, glicemia capilar, entrega de preservativos (KIT), Entrega de folders explicativos sobre CAPS E O NASF, apresentação dos eventos realizados pela secretaria de saúde em 2010, stand da Secretaria do Meio Ambiente para entrega e divulgação de folders sobre a biblioteca ambiental, coleta sistemática de lixo domiciliar, horto florestal, A3P, agenda ambiental, apresentação do projeto sacola ecológica, distribuição de cartilhas sobre o lixo e a água Stand do CRAS, CREAS e POLO de convivência com divulgação de trabalhos desenvolvidos no ano de 2010. Na terça feira, 22, houve desfile de Escolas Municipais e Grupo de Idosos pelas principais ruas da cidade. Nesta quarta, 23, houve alvorada, missa em ação de graça ao dia do Município, apresentação artística no Pólo de Convivência Social, hasteamento das bandeiras (Brasil, Estado do Ceará e de Bela Cruz), atividades esportivas no Estádio Municipal “ORZETÃO” e às 22h00min horas haverá Baile de Aniversário do Município animado pelas Bandas: SOLTEIRÕES DO FORRÓ E MEXE MAIS no CENTRO DE CONVENÇÕES MANOEL SEVERIANO RAMOS.


Bela Cruz é um município brasileiro, do estado do Ceará, localizado às margens do Acaraú, na microrregião do Litoral de Camocim e Acaraú mesorregião do Noroeste Cearense. Bem próximo da praia de Jericoacoara.

Etmologia
O topônimo Sítio Santa Cruz foi seu primeiro nome, posteriormente 'Santa Cruz do Acaraú'. Em 1938, o Decreto Federal nº 311, deu-lhe a denominação de Bela Cruz, que prevalece até hoje.
História
Situado numa área conhecida e cartografada pelos portugueses em meados do século XVII, surge como núcleo urbano a partir do século XVIII. Apesar de a tradição oral dar conta de uma velha mulata (Genoveva) como a primeira habitante da localidade, isso não é exato. Diversos latifundiários e criadores de gado adquiriram sesmarias e ali passaram a morar, isso, quase um século antes da existência de Genoveva.

Política
A administração municipal localiza-se na sede: Bela Cruz.

Subdivisão
O município tem 2 distritos: Bela Cruz (sede) e Prata.

Geografia
Clima
Tropical quente semiárido com pluviometria média de 1.093 mm[6] com chuvas concentradas de janeiro à abril.[7]

Hidrografia e recursos hídricos
As principais fontes de água são: rios: Acaraú e riachos: Inhanduba, da Prata e do Córrego; lagoas: J. de Sá, do Mato, do Grosso e Santa Cruz; açudes: de Araticuns, da Prata e do Cajueirinho; diversos córregos que fluem para o Rio Acaraú e riachos.
Relevo e solos
Região costeira (areias quartzosas álicas, areias quartzosas distróficas, areias quartzosas eutróficas, areias quartzosas marinhas distróficas, podzólico vermelho amarelo eutrófico) formada de dunas e Ilhas, como a Ilha do Rocha. Não possui grandes elevações.
Vegetação
Boa parte do território é coberto pela caatinga arbustiva aberta e densa, mais ao interior, e por tabuleiros costeiros.
Demografia
Sua população estimada em 2009 era de 30.000 habitantes.
• População (Dados do Censo 2010, publicados no Diário Oficial da União, dia 04/11/2010): 30.471;
• População (IBGE: 2007): 29.627;
• População (2000): 28.358;
• População Urbana (2000): 11.585;
• População Rural (2000): 16.773;
• Densidade Demográfica (2000): 33,69 hab/km².

Economia
A economia do município concentra-se na agricultura, onde se produz castanha de caju, mandioca, milho, feijão, batata-doce, melancia e carnaúba. A pecuária também constitui fonte de emprego e renda para boa parcela da população. O comércio de Bela Cruz reveste-se de suma importância para a economia do município, contando com lojas de tecidos, armarinhos, lojas de calçados, de eletrodomésticos, de confecções, mercearias, armazéns, farmácias, materiais de construção, dentre outras. A atividade artesanal também se encontra fortemente presente, sendo sua produção bastante diversificada: bordados, rendas, varandas, redes de dormir, crochê, redes de pesca, etc. A arrecadação fiscal do município é pequena, inviabilizando ações de infra-estrutura e saneamento básico. As principais fontes de trabalho existentes, no município, concentram-se na agricultura e no comércio.
Indústrias: (mobiliário, produtos alimentícios).
PIB (2005): R$ 68.820.000; Agropecuária: 22,33%; Indústria: 8,20%; Serviços: 69,47%; Receita Orçamentária (2007): R$ 21.248.284,71
Cultura
Os principais eventos culturais são:
• Festa dos Namorados (12 de junho),
• Arraiá da Vizinhança - Matriz (último fim de semana de julho),
• Festa de São Francisco - Matriz (de 25/09 a 04/10),
• Festa de São Vicente de Paulo (27 de setembro),
• Festa do Caju - desde 1967, no último fim de semana de outubro,
• Festa da Padroeira - Nossa Senhora da Conceição (8 de dezembro).
Filhos ilustres
Nicodemos Araujo - Poeta e historiador; João Damasceno Vasconcelos - Poeta; João Venceslau Araujo - Escultor e músico; Vicente Freitas - Jornalista e escritor; Pe. Aureliano Diamantino Silveira - Escritor; João Ambrósio de Araujo Filho - Cientista.
Bibliografia
ARAUJO, Nicodemos. Bela Cruz – de prédio rústico à cidade. Editora A Fortaleza,1967; Descendência de meus avós. Editora A Fortaleza, 1977; Capitão Diogo Lopes. Fortaleza: Edições UFC, 1978.
ARAUJO, Vicente Freitas de. Bela Cruz – biografia do município. Fortaleza: Edição do Autor, 2008.
BRAGA, Renato. Dicionário Geográfico e Histórico do Ceará, vol. 2. Fortaleza: Imprensa Universitária do Ceará, 1967.

Descrição Bandeira Bela Cruz
Português do Brasil: O Brasão do município de Bela Cruz pretende, em um único símbolo, tornar presentes os elementos fundamentais da vida e da espiritualidade do povo bela-cruzense. Ele tem a forma, tradicional na heráldica, de um cálice. Ao centro, numa faixa oblíqua, amarela, ostenta folhas de carnaubeiras; ladeado por dois galhos de cajueiro que, juntos, representam a primeira e principal fonte de trabalho e renda. O lado direito, acima, ocupado pela Cruz, recorda a centralidade absoluta de Jesus Cristo e do mistério da Redenção, na vida e missão da Comunidade. A área superior do escudo (em heráldica a mais nobre) traz uma estrela em azul, no centro, e, na parte inferior, do lado esquerdo, está representado o mapa do município. Seu desenho original é de autoria do escritor belacruzense Vicente Freitas.

Descrição Brasão de Bela Cruz
Português do Brasil: A Bandeira de Bela Cruz é um dos símbolos oficiais do município. Seu desenho consiste de um retângulo dividido em três faixas verticais de proporção 1:2:1 do comprimento total, sendo as faixas laterais verdes; a central amarela. Na faixa amarela está desenhado o brasão municipal. Foi instituída pelo Prefeito José Milton Oliveira, através da lei n°227, de 21 de novembro de 1973. O desenho é de autoria do escritor belacruzense Vicente Freitas.

2 comentários:

  1. bela cruz cidade maravilhosa parabéns

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de esclarecer, aqui, que a descrição da Bandeira de Bela Cruz, quanto a do Brasão, são de minha autoria. É que vi na própria Wikipédia, postagens posteriores à minha, sem os devidos créditos. Muito obrigado. VICENTE FREITAS

    ResponderExcluir