terça-feira, 21 de outubro de 2014

Operação Lava Jato: Estadão mostra envolvimento de Eunício Oliveira

O senador e candidato ao governo do Ceará, Eunício Oliveira, seria um dos principais nomes da política envolvidos na Operação Lava Jato. Quem afirma isso é o jornal O Estado de S. Paulo, um dos maiores jornais do Brasil em matéria especial sobre o esquema de corrupção publicada neste domingo, 19 de outubro.

A operação, coordenada pela Polícia Federal acusa empresas de formar um cartel para lotear grandes licitações públicas no Brasil. A investigação da Polícia Federal aponta que essas empresas doaram R$ 456 milhões aos partidos PMDB, PT, PSDB, PSB, DEM e PP nos últimos sete anos. O esquema não fazia diferenciação de situação e oposição e enviava aos partidos valores fixos todos os meses.

Em delação à Polícia Federal, o ex-diretor da Petrobrás Paulo Roberto da Costa e o doleiro Alberto Youssef confessaram que boa parte desse dinheiro surgiu de esquemas de fraudes em contratos, lavagem de dinheiro e corrupção e inclusive ajudou a bancar as campanhas presidenciais de PT e PSDB nas eleições de 2010.

PT e PSDB receberam juntos 55% do total repassado aos seus partidos envolvidos. Esse dinheiro entrava nos partidos via doação de pessoas jurídicas, estima-se que representavam 36% do total doado às seis legendas entre os anos de 2007 e 2013.

O Estadão também fez um mapa do dinheiro e mostrou que as construtoras fizeram repasses mensais em valores fixos para partidos de situação e oposição. O caso que mais chama atenção é o da Andrade Gutierrez, que foi a empresa que mais doou, ao todo foram R$ 128 milhões aos seis partidos. 

1 comentários:

  1. Se um cara é encontrado roubando, não que isso seja certo, um litro de leite , fica preso e ate morre na cadeia,mas esses desgraçados tudo roubam e não acontece nada !

    ResponderExcluir