Papelix

ANUNCIE NO BLOG O ACARAÚ

Pesquisar no blog

Você Repórter!

Você Repórter!

sábado, 23 de janeiro de 2016

ACARAÚ: Lixos são jogados na rua

Imagem: Lixos são jogados no meio da rua no Centro de Acaraú
É certo que em Acaraú a coleta de lixo tá deixando a desejar, mesmo com a intensa mobilização de homens e maquinas trabalhando nas últimas semanas para solucionar o problema. A população tem reclamado, e com razão, e cobrado bastante da administração a solução do problema que pode afetar a saúde da população. Mais essa mesma população deve fazer a sua parte, já que também é fácil ver lixo jogado em calçadas, tendo há metros da mesma uma lixeira. Portas, colchões e outros objetos também são jogados nas ruas e calçadas.

Nesta manhã no centro de Acaraú, chamou a atenção do Blog o grande número de lixo como caixas, sacos, e alimentos estragados, colocados na rua por comerciantes. Em quase todos os comércios era fácil ver nem que fosse uma pequena sacola com lixo. O lixo que deveria estar nos coletores acabam sendo espalhados por animais, e levados pelas chuvas fazendo com que se espalhe, deixando a cidade mais suja. Essa atitude também afeta o Rio Acaraú, já que a água das chuvas deságua diretamente no rio junto com o lixo.

Alguns catadores de lixo da cidade, quando estão vasculhando as lixeiras e coletores, estão jogando para fora o lixo que não os interessam, sujando as ruas.

Sabemos que em alguns lugares não há tantas lixeiras como deveria. Então fica aqui uma dica. Leve sempre um saquinho. Nele você pode colocar seu lixo e assim que avistar uma lixeira deposite-o, ou então, pode entrar em algum estabelecimento e pedir para usá-la. Os carros devem ter lixeirinhas, assim evita-se jogar lixo pela janela, pois essa atitude, além de sujar a cidade, pode causar um acidente.

O certo é que tanto a população, quanto a administração pública, têm que fazer a sua parte para que a cidade fique limpa, e que continue limpa para que os acarauenses possam viver com mais qualidade de vida, e os visitantes ter uma boa impressão e o desejo de retornar a cidade.

0 comentários:

Postar um comentário