Papelix

ANUNCIE NO BLOG O ACARAÚ

Pesquisar no blog

Você Repórter!

Você Repórter!

sábado, 20 de fevereiro de 2016

Duquinha e Robério Monteiro e mais 7 deputados migram do Pros para o PDT

Duquinha e Robério agora são do PDT
O Partido Republicano da Ordem Social (Pros), com a abertura da janela partidária, deixa de ter representantes na Assembleia Legislativa do Ceará. O deputado Sérgio Aguiar anunciou que os nove parlamentares da legenda passam a integrar a bancada do PDT. A mudança era esperada desde a filiação ao PDT dos líderes políticos do grupo, os ex-governadores Cid e Ciro Gomes, no ano passado.

A transferência de partidos, sem sanções da Justiça Eleitoral, ficou possível a partir de ontem, com a promulgação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) n° 182/2007. A chamada “janela partidária” ficará aberta por 30 dias. Saem do Pros para o PDT os deputados Sérgio Aguiar, Antônio Granja, Dr. Sarto, Ivo Gomes, Jeová Mota (atualmente secretário do Esporte), Manoel Duca "Duquinha", Robério Monteiro, Mírian Sobreira (na Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas) e o presidente da Assembleia, Zezinho Albuquerque.

Dessa forma, o PDT passa a ter a maior bancada da Casa. Já integram a sigla os deputados Evandro Leitão, líder do Governo, e Ferreira Aragão. O deputado estadual Heitor Férrer saiu do PDT e foi para o PSB, após a filiação de Cid e Ciro, desafetos políticos do pré-candidato à Prefeitura de Fortaleza.

Transferem-se também os deputados federais Ariosto Holanda, Antonio Balhman, Leônidas Cristino e Vicente Arruda, além de 68 prefeitos do Ceará, segundo Aguiar.

Em 2013, o grupo também acompanhou os Ferreira Gomes na migração do PSB para o Pros. Outros líderes do grupo, como o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, e o presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho, também já haviam feito a troca. Em seu discurso na ALCE, Aguiar destacou a referência de Leonel Brizola no PDT. “Cid Gomes, em seu mandato, se alinhou muito ao idealismo de Brizola, dando muito destaque às políticas educacionais”, acrescentou.

O grupo de Cid protagonizava desentendimentos com a direção nacional do Pros desde meses após a filiação. Para não perderem o mandato, deputados esperaram a abertura da janela para deixarem o Pros. Um deles, o deputado federal Domingos Neto migrou antes para o recém-criado Partido da Mulher Brasileira (PMB).

AL/CE

0 comentários:

Postar um comentário