Papelix

ANUNCIE NO BLOG O ACARAÚ

Pesquisar no blog

Você Repórter!

Você Repórter!

sexta-feira, 4 de março de 2016

Moradores de Jericoacoara relatam sensação de segurança desde a prisão de 13 traficantes

Índices de criminalidade se reduziram desde a prisão de 13 pessoas, em dezembro de 2015. Moradores confirmam que a insegurança diminuiu

A Operação Sunset, comandada pela Polícia Civil do Ceará, que expediu 25 mandados de prisão, busca e apreensão por tráfico de drogas, resultou na prisão de 13 pessoas, no início de dezembro de 2015, na praia de Jericoacoara, em Jijoca de Jericoacoara, a 287 km de Fortaleza. Passados três meses, os moradores da praia mais famosa do Ceará se dizem mais tranquilos quanto a sensação de insegurança que viviam nos últimos anos.

Números confirmam

De fato, de acordo com os dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Ceará (SSPDS-CE), os índices de furto e de apreensão de drogas diminuíram desde então.

“Depois que fizeram essas prisões, tá bem tranquilo. Não ouvimos tantas histórias de assalto e as pessoas saem nas ruas sem medo. Claro, com atenção, mas diante do que era tá bem melhor”, explica Sônia Cavalcante, membro da Associação dos Empresários de Jericoacoara.

Todavia, os casos de turistas que sofreram algum tipo de violência em Jeri, como o da italiana Gaia Molinari e o argentino Leonardo Iudicello, ainda deixam a população na expectativa de que a polícia prenda os culpados.

Dados

De acordo com os dados da SSPDS-CE, entre novembro e dezembro de 2015, o número de assaltos diminuiu. Comparando entre janeiro de 2015 e janeiro de 2016, também houve uma redução. Houve queda, também, na apreensão de entorpecentes. Entre novembro e dezembro de 2015, caiu o número de apreensões de cocaína e crack.

Já comparando os meses de janeiro de 2015 e 2016, houve redução na apreensão das mesmas drogas. Entretanto, o número de maconha apreendida aumentou, tanto entre novembro e dezembro de 2015, e comparando os meses de janeiro de 2015 e 2016. Confira o infográfico.

“Jericoacoara é um lugar atípico. À noite não tem iluminação pública, e isso é bom para quem quer caminhar pela praia, ver a Lua das dunas e conversar admirando a paisagem. Aí tem gente que se aproveita dessas oportunidades e pratica assalto contra os turistas”, explica o diretor do Conselho Comunitário de Jericoacoara, Jair Silva. Por isso, os próprios moradores orientam os turistas a tomar cuidado e se precaver.

Ele concorda que, após as prisões da Operação Sunset, existe uma sensação de segurança, mas reforça a dificuldade que moradores e turistas enfrentam quando precisam da Polícia. “Pra começar, a delegacia fica em Jijoca. Devido à natureza daqui, tem lugares onde a polícia não acessa. Acho que deveria ter um quadriciclo ou policiamento a cavalo para auxiliar os policiais”, completa. 

Investigações

Marco Aurélio, delegado seccional da Área Integrada de Segurança (AIS) 17, que compreende Jericoacoara e Jijoca, esclarece que a polícia continua com as investigações para solucionar os casos Gaia Molinari e Leonardo Iudicello. Este, realizado em apoio à Polícia Federal, que comanda a Operação Andarilho. “Teve também o estupro da turista alemã, mas esse nós solucionamos e prendemos o culpado”, acrescenta.

De acordo com Marco Aurélio, operações qualificadas são realizados em vários municípios da AIS 17 em combate ao tráfico de drogas. “Nós analisamos os municípios que têm o maior número de homicídios do ano anterior e intensificamos as buscas. Com umas maior apreensão de drogas, percebemos que automaticamente reduz os números de homicídios, de roubos e furtos”, expõe. 

Tribuna do Ceará entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública do Ceará para comentar os dados e as informações ditas pela população. Todavia, o delegado responsável por Jijoca informou que não iria responder à reportagem.

Tribuna do Ceará

0 comentários:

Postar um comentário