Você Repórter!

Você Repórter!

sexta-feira, 4 de março de 2016

O incrível feito do acarauense que fez da aprovação em concursos uma rotina

Por - Renato Deccache
Leidivan Alves Rodrigues
Quem sonha com uma vaga no serviço público certamente sabe o quanto é difícil conseguir um resultado expressivo em um processo seletivo. Imagine, então, ficar entre os dez primeiros colocados em dez concursos? Foi o que conseguiu o cearense Leidivan Alves Rodrigues, de 33 anos. A relação inclui seleções locais, como a realizada em 2000 para agente administrativo na prefeitura de Aracaú, sua cidade natal, e nacionais, como as duas aprovações que alcançou para o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal. Em três dos dez concursos, ele ficou na 1ª colocação.

A trajetória de Leidivan incluiu outros resultados expressivos, ainda que sua posição tenha ficado acima da 10ª. Entre eles, estão a 50ª colocação para analista do BNDES e a 161ª no concurso de 2011 para a Petrobrás, que lhe rendeu o emprego que ocupa até hoje. Leidivan conta que seu interesse em atuar no setor público começou quando foi estagiário da Caixa Econômica Federal. Para ele, um dos atrativos principais é a possibilidade de ter um emprego estável. “Claro que estabilidade aliada a muito trabalho e produtividade, pois sempre fui um adepto de uma Administração Pública mais eficiente.”

Antes de ingressar na Petrobrás, Leidivan foi, por quase seis anos, escriturário do Banco do Brasil, onde exerceu até funções gerenciais. Ele também foi analista de Controle Externo no Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Ceará (TCM-CE). Segundo ele, a educação básica de qualidade foi decisiva para seus resultados. “O que vem depois é mais desenvolvimento e maturidade do aprendizado. Sua mente já está aberta para desenvolver raciocínios de forma eficaz, então você acaba aprendendo tudo de forma mais rápida”, disse o administrador, que não despreza a importância de materiais como vídeos, testes e arquivos em pdf sobre conteúdos específicos, mas acredita que a leitura de livros é fundamental para bons resultados.

“Quem estudou por livros sabe do que estou falando. Você cria mais substância nos assuntos, consegue desenvolver melhor uma ideia, fica mais bem preparado para questões discursivas, dentre outras vantagens. Evidente que os materiais elaborados pelos renomados professores de cursinhos preparatórios são decisivos na vida de muita gente, mas ainda aposto muito nos livros!”

Formado em Administração pela Universidade Estadual Vale do Acaraú, que fica em Sobral, no Ceará, Leidivan viajava 220 km por dia no trajeto de casa para a faculdade. Sua rotina foi essa durante os cinco anos do curso. Ele ainda conciliava a faculdade com oito horas de trabalho. Com o dia tão corrido, não dava para, nessa época, priorizar os concursos. “Fiz poucos, contudo meu foco era fazer a faculdade bem feita, pois isso facilitaria futuramente no mundo dos concursos”, relembra Leidivan, que buscava, pelo menos, estudar seis horas por dia nos finais de semana e, quando conseguia, no ônibus, a caminho da faculdade ou de casa.

Dessa forma, ele foi “criando substância” em disciplinas como Matemática Financeira, Matemática e Raciocínio Lógico, Economia, Português, Contabilidade, Direito Administrativo, entre outras que costumavam ser cobradas nos concursos que mais lhe interessavam. Após terminar a faculdade, ele direcionou mais o estudo em especial para Contabilidade Geral e outros ramos do Direito. Estabelecer uma prioridade para preparação, por sinal, é uma das recomendações de Leidivan para quem sonha com a carreira pública.

Publicidade

“Tenham foco, disciplina e perseverança. O foco é necessário para não haver desperdício de suas energias, de seus esforços. Você terá mais possibilidade de ter sucesso se priorizar uma área ou concursos com interseção de disciplinas cobradas. E lembrem-se: o sucesso não vem ao acaso. No pain, no gain”, concluiu o administrador na Petrobrás.

Concursos para os quais Leidivan Alves foi aprovado

- Primeiro lugar para agente administrativo na Prefeitura de Aracaú, em 2000
- Primeiro lugar no polo de classificação de Itapipoca (CE) no concurso para técnico bancário da Caixa Econômica Federal, em 2004
- Primeiro lugar para o interior e 2º lugar geral no Estado no concurso para escriturário do Banco do Brasil, em 2010
- Quarto lugar na Região Nordeste no concurso para Administrador (Processo Administrativo II) para a Dataprev, em 2010
- Quinto lugar no polo Aracati (CE) e 22ª colocação em todo o estado no concurso para técnico bancário da Caixa Econômica Federal de 2010
- Sexto lugar, na Regional Ceará, no concurso de 2011 para a Transpetro
- Oitavo lugar no concurso para o cargo de auxiliar judiciário na Comarca de Acaraú
- Oitavo lugar no concurso para o cargo de analista de controle externo do concurso de 2010 para TCM-CE.
- Oitavo lugar no concurso de 2012 para o cargo de analista de regulação, especialidade administrador, para a Agência Reguladora do Estado do Ceará.
- Nono lugar, em relação ao interior do estado do Ceará, no concurso de 2013 para o cargo de escriturário do Banco do Brasil
- Décima quinta posição (no interior) e 66ª no estado do Ceará, no concurso para analista do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), de 2010
- Posição de número 50 no concurso público para analista do BNDES, de 2012.
- Posição de número 137 no concurso para auditor da Contadoria e Auditoria Geral do Estado do Rio Grande do Sul, em 2013
- Posição de número 187 no concurso para auditor fiscal de tributos da Secretaria da Fazenda do Estado de Pernambuco, de 2014
- Posição de número 635 no concurso para administrador júnior Nacional da Petrobrás, em 2007, cargo para o qual chegou a ser convocado, mas não assumiu a vaga por preferir atuar no Banco do Brasil, na época.
- Posição de número 161 no concurso para administrador júnior da Petrobrás, em 2011. Trabalha na instituição até hoje.

Folha Dirigida

0 comentários:

Postar um comentário