Você Repórter!

Você Repórter!

segunda-feira, 7 de março de 2016

Zona norte do Ceará poderá ter floresta com árvores para móveis

O maior polo industrial de móveis do Ceará está localizado na sede do município de Marco, na região Norte do Ceará, distante cerca de 80 km de Sobral. Esse polo, que tem 28 empresas industriais moveleiras, consome, mensalmente, mil metros cúbicos de madeira nobre. Quase 100% dessa madeira vem da Amazônia, mais precisamente do Estado do Pará.

Ela é toda certificada, ou seja, é madeira extraída e industrializada de modo sustentável. Pois bem: a Embrapa vem fazendo, desde 2009, estudos e pesquisas, na geografia do município de Marco, onde plantou várias espécies de árvores, entre as quais o mogno africano e a acácia mangium. Esses plantios pré­comerciais têm obtido bons resultados, segundo a Embrapa.

 Animado por esses resultados, a Secretaria de Agricultura, Pesca e Aquicultura do Governo cearense promoveu na semana passada, em Fortaleza, um seminário para apresentação dos resultados das pesquisas da Embrapa.

O subsecretário da Seapa, Euvaldo Bringel, que coordenou o seminário, as perspectivas são bastante otimistas com a possibilidade de surgir, na zona Norte do Ceará, uma floresta de árvores nobres, próprias para a indústria moveleira.

Fonte: Blog do Egidio Serpa | DN

0 comentários:

Postar um comentário