Papelix

ANUNCIE NO BLOG O ACARAÚ

Pesquisar no blog

Você Repórter!

Você Repórter!

terça-feira, 31 de maio de 2016

Turista da Lituânia é estuprada e assaltada em Amontada, no Ceará

Vítima foi levada para o IML e depois atendida em um hospital da região. Polícia Civil investiga o caso, mas até o momento ninguém foi preso.

Uma turista da Lituânia de 42 anos foi estuprada e assaltada no sábado (28) em uma estrada na cidade de Amontada, interior do Ceará. A vítima teve seus pertences roubados e foi internada na Santa Casa do município de Sobral, distante cerca de 100 km do local do crime.

Segundo informações de moradores da região, o crime aconteceu por volta de 14h do sábado na rodovia CE-085, próximo ao km 160. A turista estava com um grupo formado por nove ciclistas da Lituânia e da Polônia, que percorria um trecho de Jericoacoara a Fortaleza.

Eles relataram aos moradores que, em determinado momento, uma das atletas se distanciou dos demais. “Com a demora, eles voltaram e se depararam com ela assaltada e estuprada”, narrou um morador ao G1, que preferiu não se identificar.

A turista foi abordada e violentada. Um criminoso levou o celular, dinheiro e os documentos da vítima. A bicicleta utilizada pela lituana não foi roubada pelo suspeito.

A turista foi levada às 20h50 do sábado para o IML de Sobral, onde realizou exames e depois foi internada em um hospital do município. A vítima recebeu atendimento hospitalar e em seguida foi liberada, de acordo com a Santa Casa de Sobral.

A Secretaria da Justiça e Defesa Social (SSPDS) informou, em nota, que o caso é investigado pela Delegacia Regional de Acaraú, em conjunto com a Delegacia Municipal de Itarema, com o apoio da Delegacia de Proteção ao Turista (Deprotur). O órgão acrescentou que "os detalhes do caso serão repassados posteriormente para não comprometer os andamentos das investigações".

Região sem policiamento

O morador de um sítio próximo ao local do crime contou que, após o caso, os amigos da vítima acamparam com as bicicletas em um bar na estrada. “Ela foi abordada em um trecho desabitado, com pouquíssimas casas. As comunidades na estrada se distanciam uma da outra. É uma região muito perigosa, sempre tem assalto a carro. É uma região turística, mas que a gente pouco vê passar viatura. Para ser uma rota turística, é muito desprotegida”, criticou.

O homem contou que não chegou a ver a vítima. “Demos apoio ao grupo, eles montaram as barracas, e seguiram em direção a Fortaleza. O pessoal que acompanhou o movimento disse que ela estava apavorada, chorando muito.”

Expedição

O grupo da expedição, intitulada “BaltiCCycle 2016 - 4th Olympic Expedition from London to Rio de Janeiro” saiu de Londres em fevereiro, de onde voou para Trinidad e Tobago, ponto de partida das pedaladas. O G1 apurou que o grupo seguiu a expedição após o crime.

De acordo com o cronograma previsto no site dos ciclistas, do país no Caribe, eles seguiram para Venezuela, Roraima, Guiana, Suriname, Guiana Francesa, Amapá, Pará, Maranhão, Piauí e Ceará. Na sequência, devem partir pelo Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Minas Gerais e Rio de Janeiro. A chegada ao Rio de Janeiro está prevista para 5 de agosto, dia da abertura da Olimpíada no Brasil.

G1/CE

0 comentários:

Postar um comentário