Você Repórter!

Você Repórter!

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Ferreira Aragão critica matéria sobre assiduidade de parlamentares

O deputado Ferreira Aragão (PDT) lamentou, durante o primeiro expediente da sessão plenária desta quarta-feira, 23, notícia veiculada no jornal Diário do Nordeste afirmando que somente 16 dos 46 deputados estaduais são assíduos nas sessões plenárias. Como exemplo, ele citou o próprio caso e do deputado Manoel Duca (PDT), que, segundo ele, sempre estão presentes nas sessões e não foram citados na matéria entre os assíduos. “Se outros quiserem deixar para lá, eu não deixo e não aceito isso. Se fosse o presidente da Assembleia, eu iria à direção do jornal para que o jornalista que fez isso se explicasse e retificasse a nota. Exigiria que ele se retratasse e colocasse a informação verdadeira”, defendeu Ferreira Aragão.

Além disso, o parlamentar ressaltou que o trabalho dos deputados não se resume Plenário. “Há muitas outras atividades desempenhadas pelos deputados”, informou. Em aparte, o deputado Tomaz Holanda (PMDB) disse que está sempre presente na Casa, “a não ser quando estou em missão”. Disse ainda que está muito tranqüilo com relação à crítica. Já o deputado Ely Aguiar (PSDC) lembrou que “várias sessões não foram realizadas por falta de quórum”. Para ele, a classe política está muito desgastada. “A própria Lei da Ficha Limpa está desmoralizada. Este problema vem de muito tempo, não é de hoje”, avaliou. Entretanto, reconheceu que o deputado Ferreira Aragão é dos mais assíduos na Casa.

O deputado Manuel Duca (PDT) também criticou a notícia. “Estamos aqui assiduamente”, disse. A deputada Dra. Silvana (PMDB) ressaltou que não possui nenhuma falta. “Foi infeliz a reportagem do jornalista que não se aprofundou nos dados e nos números”, disse. Além disso, ela observou que a população acompanha o trabalho dos 46 deputados pela TV e FM Assembleia. O deputado Fernando Hugo (PP) lembrou que, nesta quarta-feira (23/11), há deputados que estão em Brasília, buscando recursos para o enfrentamento da seca, e não podem ser considerados faltosos.

A deputada Rachel Marques (PT) informou que está na relação dos assíduos. “Quero somente ressaltar que o parlamentar deve se dedicar 24 horas por dia, sete dias ao exercício de seu mandato. Aqui a Casa está sempre cheia, mas há o trabalho fora do Plenário que deve ser levado em consideração”, defendeu. O deputado Audic Mota (PMDB) manifestou-se contrário ao pedido de intervenção da Presidência da Casa junto ao veículo de comunicação em respeito à liberdade de expressão.

0 comentários:

Postar um comentário