Papelix

ANUNCIE NO BLOG O ACARAÚ

Pesquisar no blog

Você Repórter!

Você Repórter!

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Operação iniciada em Itarema contra crimes no transporte escolar prende 9 no Ceará

Uma operação deflagrada na manhã desta segunda-feira, 31, pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), Polícia Militar e Delegacia de Guaraciaba do Norte cumpre nove mandados de prisão temporária e 14 de busca e apreensão para investigar crimes no transporte escolar de Guaraciaba do Norte. A operação foi intitulada “Carroça do Norte”.

A investigação apura fraudes de licitação, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa envolvendo os serviços de transporte escolar em Guaraciaba do Norte nos anos de 2013 a 2015. 

Quatro prisões seriam realizadas em Fortaleza, segundo o promotor de Justiça Manoel Epaminondas Vasconcelos. As demais estavam previstas para os municípios de Guaraciaba do Norte, Hidrolândia, Nova Russas e Itaitinga.

A investigação revelou que o transporte escolar é realizado em veículos inapropriados, sublocados de pessoas que possuem afinidades com o grupo político com a gestão municipal, bem como revelou indícios de desvio de dinheiro público e de lavagem de dinheiro.

“Investigamos um grupo empresarial contratado para fazer o transporte, e as pessoas que por procuração movimentavam contas bancárias”, disse o promotor, coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco). Também integra a operação o Núcleo de Investigações Criminais (Nuinc) do MPCE.

A empresa, conforme o promotor, tem sede em Fortaleza e Nova Russas. As investigações tiveram início em 2015.

Operação Carroça do Norte

Durante a operação, foram apreendidos documentos, celulares, computadores, além de dispositivos de armazenamento. As buscas e apreensões ocorreram em residências, em sedes de empresas de locação de veículos, escritórios de contabilidade e de advocacia, além da Secretaria de Educação e do Setor de Licitações da Prefeitura de Guaraciaba do Norte.

As prisões temporárias foram determinadas pela juíza de Direito da Comarca de Guaraciaba do Norte.

Segundo o Ministério Público, o procedimento investigatório teve início com o compartilhamento de informações colhidas na investigação que tramitou na Promotoria de Justiça de Itarema e que resultou em uma primeira ação penal já recebida pelo juízo daquela Comarca. Foram decretadas três prisões preventivas, também cumpridas durante a deflagração da Operação Carroça do Norte, em estrita observância à legislação eleitoral.

G1

0 comentários:

Postar um comentário