Você Repórter!

Você Repórter!

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Advogado encontrado morto iria viajar com o suspeito para Acaraú e Jericoacoara, diz irmão

Vítima foi encontrada morta dentro de uma cacimba em um sítio. O casal de caseiros foi preso após polícia descobrir corpo

A família do advogado Aldrin Helanio Coelho Fonteneles, 47 anos, morto no Ceará por um funcionário de sua residência negou que o crime pode ter sido motivado por cíumes da vítima com a namorada. "Não existe a possibilidade do meu irmão ter ciúme do caseiro com a namorada dele. Isso não existe", afirma Thauzer Fonteneles.

Thauzer também contradiz a versão que o advogado tinha um perfil agressivo quando consumia álcool ou que existia alguma richa entre a vítima e o suspeito. "Meu irmão, a namorada, o autor do crime e a esposa iriam viajar para Acaraú juntos, na volta ainda passariam em Jericoacora. Eles tinham uma boa relação".

Versão da Polícia Civil

Na sexta-feira, 17, a polícia civil afirmou o caseiro discutiu com o advogado por motivos de ciúmes. Após a briga, o suspeito e sua mulher mataram Aldrin Helanio enforcado com uma corda. O delegado Renê Andrade, chefe do Departamento de Inteligência da Polícia Civil, confirmou que houve uma briga entre a vítima e o suspeito. O delegado disse que o caso está sendo investigado e que os presos serão autuados em flagrante. "Ele (advogado), quando ingeria bebida, tinha um comportamento agressivo. Isso a família relata. Com relação à agressão física contra o caseiro, foi a primeira vez que ocorreu. A equipe da DHPP está aqui no local investigando o caso. O casal preso será conduzido à Divisão de Homicídios, onde será realizado o auto de prisão em flagrante pelo crime de homicídio e também pela ocultação".

Corpo cimentado em cacimba

O advogado de 48 anos foi encontrado morto dentro de uma cacimba, em um sítio na Praia do Iguape, no município de Aquiraz, Região Metropolitana de Fortaleza. Conforme a polícia, o homem foi assassinado pelo caseiro do sítio em que morava. O suspeito do crime e a mulher dele foram presos.

A Polícia Civil retomou na manhã deste sábado, 18, o trabalho para retirada do corpo do advogado.Uma retroescavadeira foi enviada ao local e chegou por volta de 10h20, para auxiliar nos trabalhos. O delegado Leonardo Barreto, novo titular da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), informou que o poço tem 14 metros de profundidade por 1 metro de diâmetro. "Vamor retomar para encontrar o corpo, não tem previsão para conclusão, vai depender do aspectos físicos do solo", apontou.

G1

0 comentários:

Postar um comentário