11Bets+

Papelix

Pesquisar no blog

Você Repórter!

Você Repórter!

quinta-feira, 9 de março de 2017

Embargo do ICMBio pode ser responsável pela perca de cerca de 750 empregos em empreendimento na lagoa de Jijoca


O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que administra o Parque Nacional de Jericoacoara, aplicou uma multa de 500 mil reais ao Grupo Empresarial Italiano Alchymist, que mantem na Lagoa do Paraíso em Jijoca de Jericoacoara, um dos empreendimentos mais procurados por turistas brasileiros e estrangeiros. A multa foi aplicada devido a construção do empreendimento nas margens da Lagoa, mesmo o grupo tendo licença da SEMACE (Superintendência Estadual do Meio Ambiente) e da Prefeitura de Jijoca de Jericoacoara, através da Secretaria do Meio Ambiente.

O empresario Itália Giorgio Bonelli, indignado com a aplicação da multa de meio milhão, ameaça fechar o empreendimento e voltar para seu país. Caso o Alchymist Beach Club, que mesmo com o baixo nível da lagoa devido a seca, conseguiu segurar o grande fluxo de turistas da alta temporada de fim de ano e atrair milhares de visitantes que buscam as famosas "redes na lagoa" feche as portas, o município estará perdendo 250 empregos diretos e cerca de 500 indiretos.

O empreendimento consegue atrair uma grande quantidade de empregos envolvendo serviços da rede hoteleira, restaurantes, bugueiros, camioneteiros, guias e agentes de viagens. A população já preocupada, querem promover um estudo para mostrar a autoridades os impactos negativos com o fim do empreendimento para o município de Jijoca de Jericoacoara e sua população. A população pede para o ICMBio procurar uma nova forma de compensar o impacto ao meio ambiente, e que se sensibilize sobre a importância do empreendimento para a geração de emprego e renda de muita famílias.

2 comentários:

  1. As pessoas que vão ficar sem emprego que se dani, o ICMbio ñ tá nem aí. A população é que sempre paga o pato.isso é revoltante ������.

    ResponderExcluir