Papelix

ANUNCIE NO BLOG O ACARAÚ

Pesquisar no blog

Você Repórter!

Você Repórter!

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Na prática, todo o Ceará está em condição climática vulnerável

Em 2005, a proposta apresentada pelo BNB incluía 181 municípios cearenses no Semiárido. Os estudos, baseados em análises da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), utilizava unidades geossistêmicas como critério de delimitação e fazia uma análise detalhada das condições climáticas de cada ambiente. Nesta proposta, ficavam de fora apenas Mulungu, Guaramiranga e Pacoti. À época, a proposta não foi aceita, prevalecendo os critérios de precipitação, índice de aridez e risco de seca.

Numa situação ideal, todos os municípios do Ceará seriam contemplados em nova delimitação do Semiárido porque todos têm vulnerabilidade ambiental, econômica e social, aponta Margareth Carvalho, supervisora do Núcleo de Recursos Ambientais da Funceme.

Cascavel, Fortim, Granja, Itarema, Jijoca de Jericoacoara, Senador Sá, Trairi e Viçosa do Ceará são as cidades onde há tendência para situação de semiaridez. Estes casos são de áreas específicas com semiaridez, mas ainda sem postos antigos o suficiente para uma série histórica de 30 anos de chuvas, detalha Margareth. Em alguns dos municípios, os postos têm 28 anos de registros.

O Povo

0 comentários:

Postar um comentário