Papelix

ANUNCIE NO BLOG O ACARAÚ

Pesquisar no blog

Você Repórter!

Você Repórter!

sábado, 29 de julho de 2017

Complexo eólico em Itarema adiciona 48,3 MW ao Ceará

A CPFL Renováveis, maior produtora de energia eólica do Ceará, inaugurou nesta quinta-feira, 28, em Itarema, o complexo eólico Pedra Cheirosa. O complexo adiciona 48,3 megawatts (MW) à matriz eólica do Estado, que passa a contar com 1,656 mil MW de potência instalada, equivalente a cerca de 15% do potencial eólico do Brasil (11 mil MW). Segundo a empresa, os 23 aerogeradores, cada um com 2,1 MW de capacidade, oferecem garantia física de 26,1 MWm, suficiente para abastecer uma cidade de 120 mil habitantes.

O projeto foi comercializado no leilão A-5, em 2013, com data de início de fornecimento fixada para maio de 2018. Mas as obras, iniciadas em abril de 2016, foram concluídas antes do prazo. E no último dia 27 de junho, os geradores entraram em operação. De acordo com as regras estabelecidas no leilão, com a entrega antecipada do complexo, as condições de contrato passam a ser válidas a partir de janeiro de 2018. Até lá, a energia gerada será comercializada no mercado livre (ACL).

O complexo eólico Pedra Cheirosa, construído em uma área de 480 hectares, compreende duas centrais geradoras, Pedra Cheirosa I (25,2 MW) e Pedra Cheirosa II (23,1 MW). Segundo informações do Ministério do Planejamento, de dezembro de 2016, o investimento previsto para o empreendimento era de R$ 103,3 milhões. A CPFL não divulga o valor investido. Segundo a empresa, o complexo de Pedra Cheirosa gerou mais de 1.200 empregos diretos e indiretos durante as obras.

"Em Itarema, vale ressaltar o desafio em ter desenvolvido o projeto em absoluta harmonia com as comunidades vizinhas", disse o diretor de Engenharia e Obras da CPFL, Alberto Santos.

0 comentários:

Postar um comentário