11Bets+

Papelix

Pesquisar no blog

Você Repórter!

Você Repórter!

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Aluno de Itarema tira nota máxima em concurso de redação

Com 9.623 inscritos, o concurso "Redação Enem: Chego Junto, Chego a 1.000" premiou 23 alunos da rede estadual de ensino

Ler muito e exercitar a escrita são estratégias para alcançar boa pontuação nas provas de redação. As dicas são de alunos vencedores do concurso “Redação Enem: Chego Junto, Chego a 1.000”, realizado pela Secretaria da Educação do Ceará (Seduc) e pela Fundação Demócrito Rocha (FDR). Dos 9.623 inscritos, 23 finalistas da etapa regional participaram da premiação na manhã de ontem, no Espaço O POVO de Cultura & Arte. Na ocasião, foi lançada a revista Seduc/CE Enem.

O tema escolhido para o concurso foi “Ciberativismo: a luta popular na internet”. Os concorrentes passaram por três etapas (escolar, regional e estadual) realizadas em escolas da rede estadual. Os três primeiros colocados (vencedores da etapa estadual) ganharam notebooks e os demais, smartphones. 

Para escolher as três melhores redações, foram adotadas como critério as cinco competências exigidas pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Dois textos alcançaram a pontuação 1.000. Um deles foi escrito pelo aluno Luiz Rodrigues de Oliveira Neto, 17, do Liceu de Itarema. O estudante explica que leitura e treino são ferramentas e que o concurso ajudou a intensificar os estudos.

Ele acrescenta ainda a importância das referências históricas, culturais e conhecimento sobre atualidade. “O jovem não pode ficar alheio ao que acontece no mundo e se trancar numa bolha longe de tudo daquilo que aconteceu e acontece”, suscita. O professor dele, Ivaldo Bleaspy, reitera. “Primeiro caminho é a leitura. Só com uma leitura consolidada o aluno vai construir uma visão de mundo que possibilite argumentar melhor”, explica.

O concurso de redação integra série de ações do projeto Anima Enem, realizado pela FDR em parceria com a Seduc, que reúne iniciativas para possibilitar o ingresso de alunos da rede pública nas universidades. “A cada ano esses números estão aumentando, não apenas no que diz respeito ao Enem, mas também aos índices educacionais”, enfatiza o coordenador do Anima Enem, Raymundo Netto.

Entre 2015 e 2016, cresceu 35% o número de alunos das escolas públicas do Estado que entraram na universidade. Titular da Seduc, Idilvan Alencar destaca a parceria com a FDR como um dos agentes impulsionadores para os resultados. “Essa parceria tem alcançado muito sucesso para a educação no Ceará”, destacou. “O objetivo é que o aluno conclua o 3º ano, siga a trajetória escolar e consiga aprovação no ensino superior”, diz.

O Povo

0 comentários:

Postar um comentário