Você Repórter!

Você Repórter!

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Secretária de Saúde de Acaraú falou sobre a operação "Outubro Rosa"

A Secretária de Saúde do Município de Acaraú, Sra. Liduina Freitas, concedeu na última terça-feira, 07/11, entrevista ao jornalista Edson Costa, a qual foi ao na edição do mesmo dia do Jornal Central de Notícias da Rádio Acaraú FM, sobre a "Operação Outubro Rosa", desencadeada no último dia 27 de outubro pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da Promotoria de Justiça da Comarca de Acaraú, e pelo Ministério Público de Contas (MPC) do Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE), que identificou um mamógrafo de R$ 250 mil sem utilização desde o ano de 2010 no município de Acaraú.

Na entrevista a secretária disse revelou dois motivos de o equipamento ainda estar embalado desde 2010. O primeiro, segundo a secretária, quando a atual gestão assumiu em 2013, o mamógrafo já estava comprado, embalado, sem ser usado depois de dois anos e meio após sua compra, e a gestão ao assumir se deparou com a Policlínica instalada no município e com um aparelho de mamografia instalado para atender a população dos 7 (sete) municípios do Baixo Acaraú, tendo então o serviço instalado e com capacidade para atender a população de Acaraú e dos demais municípios.

A secretária disse ainda, que como tinha o serviço de mamografia oferecido pela Policlínica, que é um consorcio com os 7 (sete) municípios, e que cada município paga pelos exames, não tinha como o município instalar o mesmo serviço, já que o mesmo estava instalado na Policlínica e com capacidade de atendimento. A secretária disse que o município trabalha baseado em parâmetros do Ministério da Saúde, e que no caso do mamógrafo, o Ministério da Saúde diz que  para se implantar um mamógrafo é necessário uma população de 240 mil habitantes, tendo o Acaraú apenas 62 mil habitantes. Disse ainda que o município garante os exames de mamografias, e que na secretária de saúde de Acaraú não há fila de espera para se fazer o exame de mamografia nas mulheres de Acaraú.

A Secretária disse ainda que, toda a documentação do mamógrafo, bem como o processo de licitação e de compra do mamógrafo, ele está sob Busca e Apreensão, e que o equipamento não está tombado, tendo o ministério público tomado conhecimento, e está aguardando o desenrolar do procedimento que determinou na busca e apreensão dos documentos. Questionada sobre o futuro do aparelho e se há uma vontade da gestão de coloca-lo para funcionar em Acaraú, a secretária Liduina Freitas disse que o Município de Acaraú está analisando todo o processo e que sentará com a Secretaria de Saúde do Estado e o Ministério Público, e juntos decidirão em conjunto qual vai ser o destino final do aparelho.

Blog O Acaraú com Informações do Jornalista Edson Costa
e Jornal Central de Notícias da Acaraú FM

0 comentários:

Postar um comentário