quarta-feira, 11 de julho de 2018

Na AL João Jaime aponta problemas na UPA em Acaraú

O deputado João Jaime (DEM) ressaltou durante a sessão plenária da Assembleia Legislativa desta terça-feira (10/07) o não funcionamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Acaraú, construída há dois anos. Segundo o parlamentar, a prefeitura não têm interesse de investir nesta unidade. João Jaime explicou que as Upas funcionam com 50% de verba do Governo Federal, 25% do Governo do Estado e 25% da prefeitura do local, onde a unidade é instalada. “No caso de Acaraú, a UPA está abandonada e não é por falta de recursos dos governos do Estado ou Federal”, assinalou. 

O deputado solicitou ao secretário de Saúde do Ceará, Herique Javi, providências por parte da prefeitura do município. “Não podemos deixar um equipamento de saúde se deteriorar. O Estado deve gerir essa unidade caso a prefeitura do local não se responsabilize”, disse. 

O parlamentar salientou que as Unidades de Pronto Atendimento têm um papel importante na saúde que é desafogar os grandes hospitais que devem receber casos mais graves. “Na gestão passada do município de Jijoca de Jericoacoara, o prefeito também não responsabilizou pela Upa e o Estado passou a custear 50% da unidade para que esta funcionasse”, exemplificou.

João Jaime pontuou que a Upa de Jericoacoara atualmente atende não apenas a população local, mas também o grande número de turistas que o município recebe. “É importante que os municípios cuidem de suas Upas, se isso não acontecer, como no Vale do Acaraú, o Governo do Estado deve entrar com providências”, afirmou.


UPA de Acaraú

A UPA de Acaraú teve sua obra iniciada em meados de fevereiro de 2014 custando em torno de 1,4 milhões. Segundo o Governo Federal, a obra foi dada como concluída em 31 de dezembro de 2017, e 7 (sete) meses depois, continua sem funcionar e servir a população acarauense.

0 comentários:

Postar um comentário