Promoção Féria com Leitura da Papelix

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Eunício não obteve reeleição porque foi traído em redutos de aliados

Cid Gomes (PDT) foi eleito, mas Eunício perdeu a reeleição para o Pros de Eduardo Girão

Derrotas em redutos dominados por candidatos da base aliada foram decisivas para o fracasso de Eunício Oliveira (MDB) contra Eduardo Girão (Pros) na disputa pelo Senado. Entre os 33 municípios do Ceará onde o emedebista perdeu para o adversário, apenas dois não deram votações expressivas para deputados eleitos aliados de Camilo Santana (PT).

Em todos os outros, pelo menos um candidato próximo do governo foi eleito com grande votação que não se refletiu em votos para Eunício. Observando o mapa das vitórias de Girão, real empenho de deputados da base pela vitória do emedebista fica sob suspeita. Durante a campanha, foram vários os rumores sobre “traições” de aliados contra Eunício.

Em alguns casos, municípios que deram votações expressivas para mais de um deputado da base só arregimentaram poucos votos para o emedebista. Apesar de ter conseguido a maior parte da votação na Região Metropolitana de Fortaleza, Eduardo Girão teve municípios do Interior como “fiéis da balança” para os menos de 12 mil votos que lhe garantiram a vitória.

Em Quixeramobim, reduto histórico de José Guimarães e onde Girão venceu por mais de 10 mil votos de diferença, pesou nesse sentido racha entre o prefeito, Clébio Pavone (SD), e o vice, Sargento Rogério (Pros). Em cidades como Santa Quitéria, circularam adesivos que uniam Camilo, Guimarães, o deputado estadual Bruno Pedrosa (PP) e Eduardo Girão. A reportagem tentou entrar em contato com José Guimarães para falar sobre o caso. O deputado, no entanto, não atendeu ligações. A assessoria de Eunício Oliveira disse que ele não irá se manifestar sobre o assunto.

0 comentários:

Postar um comentário