Promoção Féria com Leitura da Papelix

sexta-feira, 12 de julho de 2019

Perímetro Irrigado do Baixo Acaraú pede socorro e prefeitos e deputados da região encabeçam luta pela revitalização

Em setembro de 2001, depois de absorver R$ 200 milhões, foi inaugurado o Distrito Irrigado Baixo Acaraú (Dibau), cuja área - de 8.938 hectares, 591 dos quais foram doados aos índios Tremembé de Queimadas - engloba terras dos municípios de Bela Cruz, Marco e Acaraú. Documento que a Prefeitura de Marco encaminhou a esta coluna revela: por causa dos últimos seis anos de baixa pluviometria, a área irrigada do Dibau reduziu-se, em 2018, a 3.100 hectares, com 295 lotes ocupados por 5.890 pessoas que produziram alimentos - frutas, principalmente - com receita de R$ 64,5 milhões. 

Neste ano, a situação do Dibau - que ainda sofre os efeitos da crise hídrica - é a seguinte: a área irrigada é de 4 mil hectares, que estão sendo operados por 7.600 pessoas ocupantes de 350 lotes, cujo faturamento estimado é de R$ 85 milhões. Esses números poderiam ser melhores, se o Dibau não estivesse com seu maquinário sucateado, canais de irrigação quebrados, sistema de bombeamento avariado e estradas internas intransitáveis. Para consertar tudo, são necessários R$ 14,5 milhões. Esse triste balanço refere-se apenas à primeira fase do Dibau - a segunda, que não deveria ter sido implantada por ser desnecessária, segue completamente abandonada.

Com apoio de Aníbal, Duquinha e do senador Cid Gomes, Roger Aguiar encabeça luta por revitalização do Distrito Irrigado do Baixo Acaraú. No último mês de junho, Roger encabeçou encontro junto aos irrigantes da região do Baixo Acaraú, pela recuperação e revitalização do Distrito Irrigado do Baixo Acaraú (DIBAU). 

Roger tem unido forças com lideranças do estado para fortalecer o DIBAU, e conta com o apoio dos deputados, Duquinha a nível de estado, e Aníbal Gomes a nível de união, além dos prefeitos de Acaraú, Alexandre Gomes e de Bela Cruz, Osmarzinho, que reforçam a luta.

0 comentários:

Postar um comentário