Você Repórter!

Você Repórter!

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

PF faz buscas em Jericoacoara para localizar corpo de turista argentino

Turista Leonardo Iudicello está desaparecido desde Julho de 2015
Agentes da Polícia Federal fizeram buscas, nesta quarta-feira 17, em Jijoca de Jericoacoara, localizada a 287 quilômetros de Fortaleza, litoral oeste do Ceará, na tentativa de localizar o corpo do turista argentino Leonardo Iudicello, de 30 anos. Ele está desaparecido desde julho do ano passado. 

Investigações apontam que o mesmo tenha sido morto. "De acordo com informações relevantes das pessoas com quem teve contato nos últimos dias, as linhas de investigação apontaram a provável morte do desaparecido", informa por meio de nota a assessoria de Comunicação da Superintendência Regional da PF no Ceará.

A PF suspeita que um outro cidadão argentino tenha participação no crime, mas o nome do suspeito não foi revelado. "Há forte suspeita de participação de outro cidadão argentino no desaparecimento de Leonardo, porém as diligências continuarão para elucidar o caso, localizar o corpo de Leonardo e evidências da autoria de seu provável homicídio", diz a nota.

Batizada de "Andarilho", a operação deflagrada pela PF teve a participação de 14 policiais federais e o apoio do Corpo de Bombeiros. Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão. Como o corpo ainda não foi localizado, as diligências continuarão.

Segundo familiares da vítima, Leonardo estava passando uma temporada em um camping em Jericoacoara. O último contato dele com a família teria sido no dia 9 de julho de 2015. A última postagem dele numa rede social ocorreu na madrugada do dia 15 de julho. De acordo com a Superintendência da PF no Ceará, informações colhidas das pessoas com quem ele teve contato apontam para a provável morte do turista argentino.

Em outubro do ano passado, o pai e o irmão de Leonardo, Lucio e Alejandro Iudicello, vieram a Fortaleza ajudar nas investigações. Leonardo havia chegado ao Brasil no dia do aniversário dele: 17 de março. Passou pela Praia da Pipa, no Rio Grande do Norte, com outros sete amigos argentinos. No dia 25 de junho, teria ido acampar na Praia de Jericoacoara. A família foi informada que a barraca dele pegou fogo com todos os pertences.

0 comentários:

Postar um comentário