11Bets+

Volta às Aulas Papelix

Papelix

Pesquisar no blog

Você Repórter!

Você Repórter!

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Professora de Acaraú volta a reclamar acerca da alta taxa de iluminação pública


Uma professora de Acaraú, voltou a utilizar as redes sociais para emitir um desabafo devido o valor exorbitante da taxa de iluminação pública cobrada na conta de energia. Ela disse que recebeu duas cobranças de iluminação pública, uma no valor de R$ 106,00 e outra de R$ 103,00, e disse ainda que a lâmpada do poste em frente a sua casa não existe. No desabafo ela disse ainda que sensação de abandono lhe deixa motivada a divulgar esses verdadeiros assaltos executado pela Enel, com a anuência da Prefeitura Municipal de Acaraú.

"Tenho ciência de que sou uma cidadã esclarecida, mas mesmo com os conhecimentos que possuo não consigo encontrar meios de me defender desse crime institucionalizado contra as pessoas da zona rural. A Enel diz que a Prefeitura é a responsável, a Enel não explica como são feitos os cálculos absurdos que atingem a uns e outros não, a Prefeitura não assume a responsabilidade pela cobrança e, mesmo com a Lei votada pela Câmara Municipal no dia 22 de setembro, não se percebe empenho no cumprimento da determinação legal que pode diminuir essa cobrança. Ou seja, a sensação de abandono pelo legislativo, executivo, talvez nos impulsione a lutar no judiciário!", completou a professora de história Socorro Brandão.

Na última quarta-feira, 29/11, o deputado estadual João Jaime (DEM), ingressou na Vara Única da Comarca de Acaraú, com Ação Civil Popular conta a lei do aumento da Taxa de Iluminação na zona rural de Acaraú, requerendo a imediata suspensão da cobrança, a qual está aguardando uma decisão do Juiz de Acaraú. O deputado já havia questionado a abusiva cobrança na tribuna da Assembleia Legislativa.

Blog O Acaraú com informações
do Blog CN Online

0 comentários:

Postar um comentário